Pesquisar
Close this search box.

Terapia de fotobiomodulação: o momento perfeito

Fala galera! Tudo bem com vocês?

Existe um momento perfeito pra tudo e este, caros leitores, é o momento perfeito para investir em cursos de laser’s e led’s.

Se você tem acompanhado nossas postagens por aqui, já pode observar que a fotobiomodulação tem diversas aplicações na saúde assim como na estética, assunto que ainda abordaremos.

Nos últimos anos, a busca por terapias menos invasivas e mais seguras tem crescido consideravelmente e dentre tantas terapias inovadoras em saúde, temos a fotobiomodulação como uma terapia, não tão nova, que tem despontado entre as demais.

Mas, voltemos um pouco para podermos compreender melhor essa evolução e porque esta terapia veio para ficar.

A luz tem poder curativo, basta que o ser humano seja privado de exposição solar por algum tempo para desenvolver transtornos depressivos e de ansiedade. Um estudo recente, realizado durante a pandemia, chegou a conclusão que o risco de desenvolver transtornos depressivos e de ansiedade era maior em indivíduos que tinha menor taxa de exposição solar (1). Claro, citei um estudo recente, mas esse saber já é antigo. Além disso, sabe-se que a luz é importante na conversão da vitamina D, que também esta associada depressão.

No final do século passado, após a invenção que marcou o inicio de uma nova era: invenção da energia elétrica por Thomas Edison, um cientista chamado Niels Ryberg Finsen, demostrou que determinados comprimentos de onda tem efeitos benéficos. Depois passamos por Albert Einstein que estabeleceu os princípios modernos dos laser’s. Na década de 60, foi observado os efeitos positivos da fotobiomodulação em terapias capilares e cicatrização de feridas. No entanto, apenas na década de 90 é que esta terapia começou a de fato ser mais utilizada, devido a redução nos custos e melhora na eficiência dos aparelhos.

Ufa! Tudo isso só pra dizer que a fotobiomodulação tem mais de 100 anos de história, no entanto, podemos dizer que estamos no momento perfeito. Como já dito anteriormente, há uma busca por terapias que sejam menos agressivas e provoquem menos efeitos colaterais, pois farmacologicamente estamos num momento de indução de várias resistências ocasionadas pelo uso desenfreado de antibióticos e antifúngicos o que despertou a atenção das pessoas e da ciência para investir nesta terapia.

A aplicação é indolor, tem pouquíssimas contraindicações, pode ser aplicado em qualquer tipo de pele, não provoca resistência e tem aplicações nos mais diversos tipos de desordens dermatológicas, modula a resposta inflamatória e também atua sobre a dor. Podemos dizer que é uma terapia completa e quando utilizada de forma correta, respeitando-se os princípios que norteiam a prática, pode ser um diferencial no atendimento ao cliente e em sua recuperação.

As perspectivas futuras são que a fotobiomodulação se torne cada vez mais conhecida entre a população e que a busca por este tipo de tratamento seja ainda maior. Portanto, volto a afirmar, este é o momento perfeito para investir em cursos de capacitação em laser’s e led’s.

Conheça nossa agenda de eventos e garanta já a sua vaga:

Agenda 2024 – 1° Semestre

  • 16 e 17 de Março Belo Horizonte
  • 23 e 24 de Março Turma 2 – Pós Estoma
  • 13 e 14 de Abril Aracaju
  • 18 e 19 de Maio Vitória
  • 25 e 26 de Maio Turma 8 – Pós Dermato
  • 08 e 09 de Junho Goiânia

Bibliografia:

  1. Thaís da Silva Sabião, EXPOSIÇÃO AO SOL E SINTOMAS DE ANSIEDADE E DEPRESSÃO: INQUÉRITO COVID-INCONFIDENTES. Em: Anais do 11 º Congresso Brasileiro de Epidemiologia; Fortaleza.Ceará.Brasil. Campinas : Galoá; 2021. Disponível em: https://proceedings.science/epi-2021/trabalhos/exposicao-ao-sol-e-sintomas-de-ansiedade-e-depressao-inquerito-covid-inconfident?lang=pt-br
Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chamar no Whatsapp
1
Escanear o código
Olá 👋
Como podemos ajudá-lo?